Inteligência artificial: este ramo de pesquisa da ciência da computação revela ideias animadoras para o futuro.

Inteligência artificial: este ramo de pesquisa da ciência da computação revela ideias animadoras para o futuro. Ela pode ser aplicada nos mais diferentes âmbitos da sociedade, como educação, alimentício e automobilístico, e representa uma forma mais responsável de produção e consumo. A IA também pode ser diretamente ligada a um conceito de sociedade sustentável.

O modelo atual de economia industrial gera um elevado grau de desperdício. As demandas por recursos naturais crescem desproporcionalmente ao que o planeta está disposto a oferecer. Elementos como aço, petróleo e trigo tiveram aumento em suas metas nos últimos dois anos. Já os dados sobre desperdício também crescem proporcionalmente.

Um estudo da Boston Consulting Group (BCG) estima que, no ritmo em que estamos, o desperdício global de alimentos chegará a 66 toneladas por segundos até 2030. Previsões como essa podem ser amenizadas com a aplicação da inteligência artificial. Não é uma projeção para o futuro: os benefícios do IA já podem ser usufruídos desde já.

 

Inteligência artificial: o que é afinal?

Inteligência artificial, ou simplesmente IA, surge no campo da ciência da computação e suas pesquisas começam ainda no século XX, por volta dos anos 1940. Seu principal objetivo é elaborar dispositivos e softwares que literalmente reproduzam a capacidade humana de “ser inteligente”. Isso envolve percepções, ideias, capacidade de tomar decisões e solucionar problemas.  

Os problemas socioambientais dependem de tecnologias de gestão para serem solucionados. Especialistas acreditam que este conceito está diretamente ligado à sustentabilidade devido ao fato de conseguir calcular e resolver problemáticas com precisão, já que os algoritmos das IA funcionam com base no que fornecemos. Isto enxugaria produções, evitando desperdícios e gerando mais valor para os produtos.  

Um modelo de produção baseado em inteligência artificial poderia ajudar a criar um protótipo de economia circular, que prioriza a reutilização e reciclagem de materiais e energia. Ou seja, tudo que é produzido poderia ser ressignificado e nada mais seria desperdiçado. Outro conceito que pode ser aliado deste modelo é a Internet das Coisas, objetos do seu dia a dia conectados à internet se comunicando mutuamente e, com isso, sendo capazes de trocar e transmitir dados graças a softwares inteligentes.

Em dezembro de 2017, a Microsoft anunciou uma aplicação de US$ 50 milhões (o equivalente a R$ 200 milhões) no programa AI for Earth (“Inteligência Artificial para a Terra”, em tradução livre). O objetivo é colocar estas tecnologias à disposição de pessoas e corporações que lutam pela preservação do planeta.  

“A IA pode acelerar nossa capacidade de observar os sistemas ambientais e como eles estão mudando numa escala global, converter os dados em informações úteis e aplicar essa informação para tomar medidas concretas para gerenciar melhor nossos recursos naturais”, afirmou Brad Smith, presidente da Microsoft, em nota divulgada no site oficial da empresa.

 

Inteligência artificial: aplicações

Você pode não saber, mas já convive diariamente com uma IA. As secretárias virtuais dos smartphones – como a Siri, dos iPhones, ou o Google Assistant – e o reconhecimento facial do Facebook são exemplos práticos. Nos games, as IAs são impossíveis de serem derrotadas. Na segurança virtual, elas são utilizadas para proteger seus dados durante a navegação e compras online.

A Inteligência Artificial já está sendo alocada para diversos setores, no entanto, os mercados de alimentos e eletrônicos parecem ter mais urgência. Só aqui no Brasil, cada cidadão é responsável por jogar fora o suficiente para alimentar 13 milhões de pessoas. Vale lembrar que esse número ultrapassa a quantidade de cidadãos que passam fome no país: 5 milhões, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). Já de lixo eletrônico, nossa produção é 8,3 quilos por pessoa. Apenas 3% vai para reciclagem.

Uma das principais contribuições das IA para a solução destas problemáticas é ajudar a aumentar a durabilidade destes produtos. Um exemplo disso é o projeto Accelerated Metallurgy, que utiliza a Inteligência Artificial com o objetivo de substituir materiais que se esgotam rapidamente. Esta ideia nos ajuda a pensar também a contribuição deste modelo para otimização dos processos de triagem e reciclagem.

Além disso, a Inteligência Artificial pode ajudar a melhorar modelos de negócios já vigentes, uma vez que é capaz de de tomar decisões importantes que focam na redução do desperdício. Entre elas, podemos citar manutenções, listagem de demandas, previsões de preço, amostragem de dados em tempo real e gestão inteligente.

 

Città Telecom

Precisa de uma internet que te ajude a usufruir de todas as possibilidades com perfeição? Conte com o time da Città! Nossos cabos de fibra ótica, a última tecnologia em transferência de dados, te proporcionarão a melhor experiência de internet para você se conectar ao futuro!

Precisa de ajuda para entender melhor? Solicite a visita de um de meus Consultores Especializados agora mesmo.