Público feminino: como valorizar da forma correta as consumidoras? As lutas pela igualdade de gênero impactaram a vida delas no setor econômico!

Público feminino: como valorizar da forma correta as consumidoras? A mulher contemporânea está inserida no mercado de trabalho e no âmbito acadêmico. Com o passar dos anos, as mulheres se colocaram como prioridade e aprenderam a investir nelas.  As lutas pela igualdade de gênero impactaram a vida delas em diversos âmbitos da sociedade, inclusive, o econômico.

Segundo levantamento de 2016 divulgado pela agência J. Walter Thompson, as mulheres são responsáveis sozinhas pelas decisões de compra em 61% dos lares. Mesmo que a igualdade salarial não seja uma realidade no Brasil – de acordo com pesquisa da Cathos, elas ganham menos que os homens em todos os cargos e áreas e a diferença chega a 53% – a mulher, hoje, tem poder de compra e, principalmente, de escolher onde quer comprar.

Por essa razão, se sua marca foca no público feminino apenas em datas comemorativas, você está cometendo um erro – e, provavelmente, perdendo muito dinheiro. O mês da mulher está chegando ao fim. No entanto, o contexto social atual mostra que elas precisam ser enxergadas como consumidoras em potencial o ano inteiro.

 

Público feminino: como me comunicar da maneira certa?

O primeiro passo para uma comunicação efetiva é conhecer as mulheres que consomem o seu produto. Para isso, encomende um mapeamento geral da sua clientela, tentando descobrir seus gostos, suas especificidades e, principalmente, corrigir as falhas. Afinal, o primeiro passar para fidelização de clientes é entender que existirão ruídos na comunicação e tentar evitá-los.

Além disso, procure pesquisar dados concretos sobre a vida das mulheres na sociedade atual. Não apenas no que diz respeito a consumo, mas, principalmente, a conquistas e comportamentos femininos. Com o estudo destas estatísticas, você pode criar uma persona para sua marca. Além de ajudar a expressar o que elas querem, isto ajuda a criar identificação.

Por fim, evite estereótipos. Especialmente, aqueles que já estão desmistificados e revelam caráter sexista. Compreenda que “mulher pode ser o que quiser” não é apenas uma frase viral. Elas estão inseridas em vários e diferentes contextos da sociedade atual. O próximo tópico fala um pouco disso!

 

Coisa de menino?  

Se você acha que este artigo só interessa a quem vende roupa ou cosméticos, saiba que o seu pensamento está um pouco atrasado. Alguns dados surpreendentes provam isto.

As bebidas alcoólicas tinham propagandas majoritariamente voltadas para agradar homens. No entanto, segundo pesquisa realizada em 2016, as mulheres bebem quase tanto quanto eles – a diferença é de apenas 10%.

Outro setor interessante de ser destacado é o automobilístico. As mulheres influenciam 80% das compras de carro. Mesmo assim, são constantes as reclamações de machismo em feiras ou concessionárias. Há que ainda ache que elas não entendem do assunto. No futebol, o cenário é o mesmo: segundo pesquisa divulgada pelo Facebook, em 2017, elas se interessam pelo assunto em proporções semelhantes aos dos homens.

Os produtos ainda são fortemente dividido por gêneros, mas essas barreiras estão sendo rompidas. Cada vez mais, o público feminino consome serviços que antes eram tido como masculinos. Com isso, mesmo que elas ainda sejam minoria em determinadas áreas, a sua abordagem precisa ser reconsiderada.

 

O público feminino importa

Por todas as razões explicitadas acima, trate o público feminino como uma das suas prioridades.

Repararam que, cada vez menos, os comerciais de cervejas brasileiras exibem mulheres sensuais? Isso explicita uma mudança diante da percepção de que elas são, sim, consumidoras daquele produto e precisam se sentir representadas e, principalmente, respeitadas por estas marcas.

Valorizar as mulheres como consumidoras ativas não é apenas uma forma de continuar lucrando, mas, também, de posicionar sua marca perante as conquistas que elas tiveram nos últimos anos.

 

Città Telecom

Estamos também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, segue a gente!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin