Em geral, serviços de dados e telecom são despesas consideradas “fixas”, ou seja, não é possível modificar os custos por meio de redução de consumo.

 

 

Mesmo assim, é possível que o gestor de telecom a modele, mantendo-a ainda gerenciável e otimizada, mas gastando menos.

 

 

Preparamos quatro dicas para redução de custos em telecom sem a necessidade de negociação com as operadoras. Vamos a elas:

 

 

1 – Validar a diversidade de fornecedores de telecom.

Ter vários fornecedores não é atrativo para a redução de custos. Por isso, é preciso validar a disposição dos fornecedores detelecom. O mais aconselhável é manter o mínimo necessário, sem esquecer da contingência e buscar um custo por banda menor.

 

 

2 – Utilizar a tecnologia com eficiência.

Não adianta fazer uso de tecnologias que não são necessárias em determinado ambiente da corporação. Embora existam atualmente várias inovações tecnológicas, pensar de forma mais simples pode ser a melhor opção. Os circuitos do tipo MPLSe ADSL, por exemplo, são predominantes no mercado: montar um ambiente com essas duas tecnologias combinadas, mantendo o ADSL em ambientes com risco baixo, é um exemplo de estrutura com custos otimizado.

 

 

3 – Atenção à banda contratada para cada circuito.

Eventualmente, pode ser que alguns ambientes não consumam toda a banda contratada. Nesse caso, ela pode ser reduzida, o que reduz também as contas. Por outro lado, dependendo do contrato firmado com a operadora, é possível aumentar a banda, sem impactar o valor do circuito.

 


4 – Revisar a topologia

Por fim, é importante revisar a topologia para tentar reduzir a quantidade de concentradores. Como os circuitos concentradores possuem maior banda, eles têm também os maiores valores mensais.

 

 

Estes quatro pontos certamente serão bem úteis em uma revisão de topologia de rede.

 

 

Além disso, podem motivar um projeto ainda maior de redução de gastos em telecom.

 

 

Caso sua empresa não possua uma estrutura de telecom madura e robusta, é possível encontrar no mercado empresas especializadas em arquitetura de rede. Fique ligado aqui no blog para mais dicas!