Batizada de Júnior, estrutura de fibra ótica ficará pronta até o final de 2017

O Google anunciou nesta quinta-feira (17) a construção de um cabo submarino ligando a Praia da Macumba, no Rio de Janeiro, à Praia Grande, que fica na Baixada Santista. Com o projeto, os estados de SP e RJ serão conectados por uma rede de fibra ótica de alta velocidade, sendo este o terceiro cabo submerso construído no Brasil.

A velocidade esperada é de 13 Tb/s e servirá para transmitir apenas os dados da empresa, sem a opção de venda da capacidade para terceiros. “Temos um tráfego muito grande no Google, por isso precisamos construir cabos para transportar todo este conteúdo”, diz Cristian Ramos, gerente de parcerias de desenvolvimento de infraestrutura de internet para a América Latina.

É esperado que, ligando os dois estados e transferindo dados da empresa, o cabo reduzirá o tráfego nas estruturas já existentes no Brasil, que são consideradas limitadas. Por exemplo, o Atlantis 2, que liga a Europa ao Brasil, tem apenas 20 Gb/s e é insuficiente para manter o tráfego entre dois continentes.

Outro cabo do Google, anunciado em novembro do ano passado, se chama Tannat. Ele liga a cidade de Santos até Maldonado, no Uruguai, com extensão de 2 mil quilômetros, fortalecendo a estrutura de rede brasileira com velocidade de 90 Tb/s, por meio de 6 pares de fibra. Assim como o Júnior, o Tannat ficará pronto até o final de 2017.

 

@tecnoblog.net